Acessórios são infalíveis! Encontre a referência do seu estilo de encarar a moda com graça e sonoridade em meio a um mar de looks. Explore referências do universo masculino e feminino, do vintage ao atual, do luxo das grandes marcas ao despojamento das marcas mais populares. Em nome da simbiose e da primazia fashion, apresentamos uma linha de acessórios com sugestões e dicas espertas para o seu dia a dia.

Anigif

Anigif

Páginas

domingo, 16 de dezembro de 2012

O BARÃO VERMELHO

MANFRED ALBRECHT FREIHERR VON RICHTHOFEN



Nascido no dia 02 de maio de 1892 no império alemão, em Breslau, foi o mais famoso Às de uma dinastia de pilotos alemães durante a primeira guerra mundial.
De origem aristocrática, entrou para a força aérea alemã, a Lufthwafe, em 1916, pilotando um Albatroz DII.
Tinha por hábito colecionar pedaços de aviões abatidos e taças de prata com o nome do avião e a data em que os abateu. Em 1918, data de sua morte, sua coleção contava com 80 cálices, o maior número de aviões abatidos por um piloto em toda a história da aviação.
Escreveu um livro onde narrava suas histórias e táticas que o ajudaram a ser reconhecido como um herói e um mito.Muitas de suas táticas de guerra como voar contra o sol para abordar o inimigo e a tática de ataque em grupo ,consistiam em utilizar seu conhecimento de caça à "animais selvagens", que tornaram-se lendárias na aviação de combate. Sua fama e habilidade atraíram muitos pilotos famosos para a sua esquadrilha, tornando-se um verdadeiro pesadelo, principalmente para os ingleses.
Em 1917, decidiu pintar seu avião, um Albatroz DIII, de vermelho.Seus companheiros também o seguiram, pintando seus aviões com receio de que Manfred fosse um alvo em potencial. A esquadrilha foi chamada de " Circo Voador". Somente os pilotos que provassem seu valor em combate é que poderiam pintar e personalizar seus aviões. Devido à sua origem nobre e a cor de seu avião, Manfred foi chamado pelos ingleses de " Red Baron".

Fokker DR.1 Triplane - o mais famoso avião de combate da história






No dia 21 de abril de 1918, uma esquadrilha escoltada por um capitão canadense,Roy Brown, com 15 Sopwith Camels escoltava alguns aviões de reconhecimento fotográfico. Quando alguns Fokkers e Albatrozes mergulharam em sua direção, iniciou-se um verdadeiro combate aéreo com mais de 30 aeronaves disparando uns contra os outros. Um Fokker DR.1 vermelho se posicionou por trás do avião de Lieutnant Wilford May. No afã de abater seu inimigo, o Barão Vermelho não percebeu que Brown se posicionou por trás e disparou sua metralhadora. De repente, quando voavam a baixa atitute numa área controlada por australianos, o avião de Richthofen mergulhou e aterrizou. Os australianos encontraram no cockpit, Richthofen morto. Era o fim do Barão vermelho.


Seu avião foi praticamente destruído por caçadores de lembranças. Os ingleses após identificarem Richthofen, fizeram uma breve autópsia e decidiram enterrar o inimigo com honras militares. Escoltado por australianos e por 6 capitães da RAF, seu corpo foi enterrado em uma sepultura individual no cemitério de Fricourt. No fim, uma guarda de honra deu uma salva de 21 tiros em sua homenagem.
Fotos de seu funeral foram jogadas pelos britânicos na base aérea do JG-1 com a seguinte mensagem:  "Para o corpo aéreo Alemão: Ritthmeister Manfred Freiherr Von Richthofen foi morto em combate aéreo em 21 de abril de 1918. Ele foi enterrado com todas as honras militares." Sua morte foi um duro golpe para os alemães mas sua lenda cresceu ao longo dos anos.

FOLKKER DR 1
LE BIJOUX miniatura 27cmx21cmx9,3cm
R$ 59,00