Realce a sua identidade e diga como quer que mundo veja você.
A Le Bijoux oferece uma diversidade de artigos, com variadas opções de estilo para você expressar o seu jeito de ser.


Anigif

Anigif

Páginas

quarta-feira, 31 de julho de 2019





QUERMESSE DO TEMPLO BUDISTA




A tradicional Quermesse do Templo Terra Pura. Venha apreciar as deliciosas comidas japonesas como sushi, sashimi, udon, yakisoba, tempura, guioza.  Além das refeições típicas, há a dança coletiva de Bon Odori e Matsuri Dance, esta mais dirigida aos jovens, além das apresentações de grupos de taikô (tambores japoneses), dança japonesa e muitas outras atrações.
Todos os finais de semana de agostos, das 16 às 21h
Divulgação do site do Templo Budista:






segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

JAPA MALA



Japa, em sânscrito, significa murmurar, sussurrar. Japa é a prática da repetição de mantras, o Japa é uma corrente, um cordão de energia, utilizado pelos hindus e budistas.
Mala é a palavra, que pode ter vários significados como "cordão de contas".
Assim, surgem duas correntes: uma espiritual, Japa, e outra material, Mala, onde a primeira energiza a segunda.
Normalmente o Mala possui 108 contas ou uma quantidade de contas que correspondem às suas divisões, ou múltiplos de 9. Ao fazer o Mala 108 vezes, chega-se ao Meru, a "conta central".
A palavra Mantra, em sânscrito, significa: mente ou pensamento e tra, proteger ou socorrer, ou seja, proteger nossa mente de pensamentos inapropriados. Assim, elevamos a nossa consciência, atingindo um estágio superior de concentração e meditação promovendo a cura, solucionando problemas, mantendo o foco, além de alcançar os nossos objetivos e a proteção.
Entoar mantras é uma forma de meditação. Ao entoar o Mantra repetidas vezes, sussurrando ou ou em alto e bom tom, com a respiração lenta e profunda, a mente foca o conteúdo do Mantra e os pensamentos tornam-se positivos e poderosos.


Mala com osso de Iaque

Mala de Ágata Vermelha

Mala de Jade Azul


Mala de Rudraksha

Mala de Olho de Tigre






Mala  de 27 contas de Rudraksha



 Mala de 18 contas de Semente

sábado, 8 de dezembro de 2018

BUDA

BUDA AMIDA





Amida significa Luz e Vida Infinita e Buda significa O Iluminado. Amida revela a verdadeira essência da nossa condição, impregnada de desejos e sofrimentos e de ervas do mau karma. A Luz de Amida é a Luz da Sabedoria que simboliza o Não-Eu. A Luz de Amida iluminou o príncipe Sidarta para que pudesse tomar consciência da sua condição e se tornasse o Buda Sakyamuni.


A CONCEPÇÃO




O Buda histórico nasceu no norte da India no século VI antes da era cristã, numa região que hoje pertence ao Nepal, chamado de Kapilavastu. O pai , que se chamava Sudhodana, era governante-rei do Clã dos Sakyas. Dia a lenda que a rainha Maya, durante o festival de verão, recolheu-se aos seus aposentos para repousar, e sonhou que quatro seres celestiais a conduziram para  a cordilheira do Himalaia, onde recebeu vestes divinas para assistir ao nascimento do próprio filho.


A rainha parou para descansar num bosque de árvores Ashoka, quando nasce o príncipe. No quinto dia após o nascimento, o rei volta a reunir os eruditos da corte para dar um nome à criança, que é chamada de Sidarta " aquele que realizou a sua meta". O príncipe cresceu em meio à riqueza e ao conforto, cercado de todo o prazer, da arte à comida, não descuidava do preparo físico de guerreiro, tendo conquistado sua noiva, Yashodara, numa competição de arco e flecha, mas ele vivia insatisfeito, sentia tédio e ansiedade dentro das muralhas do palácio.

PARTIDA PARA UMA VERDADEIRA VIDA

Fora dos muros do palácio, Sidarta conhece a velhice, a doença e a morte, entretanto, no reino as pessoas eram saudáveis, jovens, bonitas, dançavam, comiam, bebiam, distraiam-se alegremente como se o final para o qual caminhavam não existisse. Ele reconhece nesse momento a vida de sofrimento como o maior dos problemas humanos e resolve viver na floresta como um asceta. Chamam-no de Sakiyamuni. " O sábio do Clã dos Sakyas".


RENÚCIA À ASCESE


Seis anos se passaram com jejum prolongado. Emagreceu e modificou sua aparência. enfraquecido, ficou deitado e imóvel. Ao ser tratado em Uruvela, recupera sua saúde. Senta-se em posição de lótus sob a árvore bodhi e faz o voto de atingir o despertar da iluminação, determinado a só se levantar quando o conseguisse.



Após o prolongado jejum, Sidarta descobriu que o demônio que o perseguia era ele próprio. Nesse momento, torna-se Buda, O Iluminado.
O Buda Amida simboliza o Mundo do não Eu e corresponde a esse despertar espiritual de Sakyamuni. O mundo do Não-Eu é o mundo da Luz e da Vida infinitas.

IMAGENS DE BUDA EM RESINA

LE BIJOUX - BRASÍLIA









CRISTAIS

Diversas formas e lapidações dessa pedra estão disponibilizadas na Le Bijoux :



Quartz lente de Aumento com aro em Prata 925.


Icosaedro em Quartz sem Inclusão.

Druza de Quartz Fumê

Druza de Quartz

Ponta de Quartz Branco

Ponta de Ametista


Quartz lapidado em forma de Estrela de Davi



Pingente de Quartz
Turmalina Negra

Pedras roladas
Extrusor de Quartz Fumê



Ametista lapidada em forma de Bastão de Vogel com ponta e extremidade para massagem.


Quartz fumê lapidado em forma de bastão de Vogel com ponta e extremidade para massagem.


Quartz rosa lapidada em forma de bastão de Vogel com ponta e extremidade para massagem.


Quartz fumê lapidada em forma de bstão de Vogel



Ametista lapidada em forma de bastão de Vogel

Sólidos Platônicos - Poliedros de Platão - Quartz Fumê

Quartz  lapidado em forma de esfera Multifacetada



Quartz multifacetado em ponta.


Quartz branco com São Francisco

Quartz fumê oval




Pirâmide
Cristal de Vogel
Esferas de Quartz


Ponta de Quartz para Radiestesia